topo logo wcs
Pesquisar
Close this search box.

Como fazer videoconferências com mais qualidade e segurança?

large-WhatsApp-Image-2023-08-30-at-12.28.51

Após a chegada da pandemia, a utilização da tecnologia aumentou em diversos setores, e as videoconferências ganharam seu espaço entre os negócios. Mas você se sente seguro participando de um bate-papo virtual compartilhando informações confidenciais, ou está confiante que a transmissão da sua imagem ou da sua fala está chegando com qualidade e clareza aos ouvintes?

É entendido que, com o avanço dos recursos tecnológicos e a crescente necessidade de comunicação à distância, as videoconferências se tornaram uma ferramenta indispensável para indivíduos e empresas em todo o mundo.

No entanto, para aproveitar ao máximo essa forma de se comunicar, é essencial garantir tanto a qualidade da chamada quanto a proteção das informações compartilhadas durante as reuniões online.

Algumas plataformas que permitem desfrutar deste serviço são: Zoom Meetings, Skype

ezTalks, Google Hangouts, Microsoft Teams, Join.me, Teleport.video, GoToMeeting, Zoom, entre outras.

Neste artigo, exploraremos as principais práticas e soluções para garantir videoconferências com qualidade e segurança, além de mostrar que o Firewall+, da WCS Conectologia, é uma opção importante na prevenção de ameaças para sua operação.

Leia também: Transformação digital – principais desafios que estão ligados ao desempenho e a produtividade dos seus negócios

7 melhores práticas para realizar videoconferências sem percalços

Para poder desfrutar deste recurso tão importante atualmente que é a videoconferência, são necessários seguir alguns passos para evitar problemas maiores.

Acompanhe 6 dicas da WCS para sua organização:

  1. Contrate uma conexão estável: um dos grandes problemas das reuniões online é a queda da conexão ou oscilação do sinal. Nesse sentido, é comum ter que desligar a câmera para conseguir apresentar uma tela ou até mesmo para permanecer conectado. Para não passar por situações como essas, a contratação de uma conexão estável, como o Link Dedicado, é uma solução inteligente e que certamente resolverá essas questões.
  2. Escolha a plataforma adequada: a primeira etapa para garantir videoconferências de qualidade e com segurança é selecionar a plataforma certa. Existem diversas opções disponíveis no mercado, cada uma com diferentes recursos e níveis de proteção. É importante escolher uma ferramenta que ofereça autenticação de usuários, bloqueio contra invasões e atualizações regulares para corrigir vulnerabilidades.
  3. Criptografia e autenticação: a criptografia é fundamental para proteger as videoconferências contra interceptação e acesso não autorizado. Certifique-se de escolher uma solução que utilize criptografia de ponta a ponta, o que significa que os dados são protegidos durante o trânsito e somente os participantes da chamada têm acesso às informações. Além disso, é importante implementar a autenticação de usuários, como senhas fortes ou login de dois fatores, para evitar que pessoas não autorizadas entrem nas reuniões.
  4. Atualizações e patches: manter a plataforma de videoconferência atualizada é essencial para garantir a segurança. As atualizações frequentes geralmente incluem correções para lidar com vulnerabilidades recém-descobertas. Verifique se a ferramenta escolhida possui um histórico de lançamento de atualizações regulares e aplique-as assim que estiverem disponíveis.
  5. Configurações de privacidade: antes de iniciar uma videoconferência, verifique as configurações de privacidade. Alguns recursos, como compartilhamento de tela ou gravação da chamada podem apresentar riscos à segurança ou privacidade. Ajuste as configurações conforme necessário para garantir que apenas as informações que você deseja compartilhar sejam acessíveis durante a reunião.
  6. Educação e conscientização: a segurança das videoconferências também depende da conscientização dos participantes. É essencial educar todos os envolvidos sobre as melhores práticas de proteção, como não compartilhar informações confidenciais durante uma chamada, evitar o acesso à reunião em redes Wi-Fi públicas e estar ciente de possíveis ameaças, como phishing ou ataques de engenharia social.
  7. Testes e avaliações regulares: realize testes de segurança periodicamente para avaliar a robustez da plataforma de videoconferência escolhida. Procure por especialistas no assunto ou empresas de consultoria que possam realizar auditorias de segurança e identificar possíveis vulnerabilidades. Essas avaliações regulares ajudarão a garantir que a solução continue segura à medida que surgirem novas ameaças.

Indicação de leitura: Dicas para aumentar a proteção de sua empresa contra hackers

Que conclusão podemos tirar?

De fato, as videoconferências são um modo conveniente e eficaz de comunicação, mas não devem ser negligenciadas a qualidade e segurança delas.

Ao selecionar uma plataforma confiável, implementar criptografia, autenticação, configurar as opções de privacidade corretamente e manter-se atualizado com as últimas correções, é possível garantir uma experiência agradável e protegida de videoconferência.

A educação dos participantes e a realização de testes regulares também são importantes para manter a integridade das reuniões virtuais.

Lembre-se sempre de que a segurança é um esforço contínuo e deve ser priorizada em todas as suas interações online.

Você pode se interessar por isso: Os dados da sua empresa estão seguros?

Proteja suas videoconferências com a solução Firewall+, da WCS

O Firewall+, da WCS Conectologia, é uma solução de alto desempenho que oferece máxima proteção para suas videoconferências e outras ações online.

A plataforma é baseada em uma arquitetura de hardware e de software. É uma ferramenta totalmente moderna, que contempla as 7 camadas de segurança necessárias para uma proteção robusta e confiável.

Dessa forma, vale destacar que o Firewall+ contém portas de alta densidade que garantem excelente capacidade de acesso, oferecendo melhores features de segurança do mercado, contando com inteligência artificial e machine learning.

Outros benefícios da solução são:

  • Decodificação de SSL;
  • Identificação e controle de endpoint;
  • Balanceamento de carga de servidor;
  • CloudView – monitoramento de segurança baseado em nuvem;
  • Acesso de rede com total segurança (ZTNA), entre outros recursos.

Fale com os nossos especialistas e solicite uma demonstração do Firewall+!

Compartilhe esse post

Pesquisar

Inscreva-se na nossa

Newsletter

Sua empresa está pronta para responder a ameaças cibernéticas?

Em primeiro lugar, empresas que adotam a tecnologia da informação…

Vigilant: Proteção Avançada com Inteligência Artificial da WCS

Vigilant é uma solução de proteção avançada da WCS, que…

Como escolher a melhor operadora de Link Dedicado para sua empresa?

Antes de mais nada, o Link Dedicado, também conhecido como…

Desvendando a Importância dos Firewalls na Proteção contra Ameaças Cibernéticas

A segurança cibernética, antes de mais nada, é uma preocupação…

Quais os custos que uma empresa tem por uma falha na segurança?

Os custos reais e ocultos de uma falha de segurança…

Uma rede segura é fundamental para que o varejo brilhe no Natal

Nos últimos anos, a ascensão do comércio eletrônico tem redefinido…